Gildina Roriz  (Magy)

O sol se põe, mas não leva a luz que brilha em mim...

Textos

NÃO ESTRANHE!
NÃO ESTRANHE...

Não estranhe...
Se hoje lhe pareço tão distante!
O amor que foi seu
não mais existe, definhou, feneceu.

Não estranhe...
Esse meu sorriso triste.
Ainda choro pelo sonho destruído,
desfolhado no instante em que partistes

Não estranhe...
esses meus versos tão sofridos
p’ra tudo há um triste olvido.

Não estranhe
nascer das cinzas desse amor...
Uma nova mulher, que sabe o que quer!
Maria Gildina de Santana Roriz (Magy)
Enviado por Maria Gildina de Santana Roriz (Magy) em 23/11/2017

Música: Andre Rieu_que sera sera - Desconhecido

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras