Gildina Roriz  (Magy)

O sol se põe, mas não leva a luz que brilha em mim...

Textos


Loucuras de amor... (Entrelace)

Gildina Roriz (Magy)

Humberto - Poeta

Se fui louca quando amei,                             
lúcida nunca quero ser.
Nada é mais triste,  bem sei,
que nenhum amor viver!

                    ******
/Não maldigas as diabruras
que o amor nos faz cometer;
antes fazer mil loucuras 
que ser sãos e não viver!/
                   *******
Loucuras de amor,
nos faz viver intensamente...
Que bom seria sempre tê-las
ao longo da vida! Continuamente.

                ********.
/Quem foge à paixão tirana
e exige do amor recato,
esse sim, tem a alma insana,
pois jamais amou de fato./
                 ******
   Quero um amor verdadeiro,
   Não uma paixão qualquer...
   Débil, fraca, passageira*!
                 *******!
/Quero extravasar o ardor
sem peias, sem freio ou rédea,
para não fazer do amor
a farsa de uma comédia!/
               ******
Quero um sentimento intenso, 
                UNICO.
Desses, que mudam a vida!
              ******
/Seja intenso esse escarcéu
do amor que a beleza encerra,
pois do chão nos leva ao céu
ou traz o céu para a terra!/
               ******
 
 



 
 
Maria Gildina de Santana Roriz (Magy)
Enviado por Maria Gildina de Santana Roriz (Magy) em 31/10/2014
Alterado em 17/05/2015
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras